Curso de decoração

Eu tava navegando por aqui e vi esse curso de decoração. Ele até já terminou(em dezembro/2008), mas ainda está todo on line. Estou assistindo e gostando. Acho que é uma boa idéia para quem já está na fase de decoração, ou quer mudar alguma coisa... Ao todo são 8 aulas com fotos e vídeos.

Contruir

Como o assunto do meu blog é casa, desde o projeto, estava faltando falar aqui sobre o mesmo, e sobre o responsável por ele.
Mas no lugar de falar sobre isso, já que a parte da legalização eu também não sabia como era, vou indicar aqui dois posts desse blog.
O primeiro fala da importância de se contratar um arquiteto, e o segundo das etapas a seguir desde antes da construção até poder mudar-se. Vale a pena ler!
"...uma construção necessita de um planejamento para que possam ser previstos os espaços adequados, gastos, tempo de obra, quantidade de materiais entre tantos outros quesitos. Um projeto bem feito é o primeiro passo para que esse planejamento saia de acordo com o esperado."
Marcele Silveira

Eu já vi muita coisa errada por falta de um bom projeto, e de bons construtores também. Portas que dão no vazio, vigas de 10x10cm em casa duplex, paredes visivelmente tortas (muito tortas), sem falar no conforto térmico inexistente. Mas isso é assunto para outro post. :]

Banheiro: Como usar o azulejo?

Olá!

Estava já demorando a postar... Desculpem?
Vou falar aqui hoje sobre banheiro, especificamente sobre o uso dos azulejos. Podemos usar vários acabamentos diferentes hoje em dia e alguns ajudam a gastar menos. Algumas opções seriam:

Para quem quer renovar:

pintar todo o azulejo - pra quem que renovar sem quebra-quebra. Existem tintas específicas para azulejos aqui, e também tintas para rejuntes aqui e aqui.

desenhar no azulejo - se o seu banheiro for todo de azulejo branco, você pode escolher alguns para pintar, ou até mesmo trocar apenas esse, com atenção nas medidas do azulejo e rejunte, por outro comprado pronto.


Para quem ainda vai fazer o banheiro:

azulejo só até a metade da parede, nesse caso fica bonito arrematar com uma faixa de azulejos coloridos, pintados...

azulejo só na área molhada - bem mais barato que no banheiro inteiro e mantém suas paredes livres para decorar.

Você pode decorar com um painel de azulejos, seja em um quadro ou fixos na parede, entre os seus azulejos brancos.


Usei a imagem abaixo para mostrar como a iluminação, cor das paredes e acessórios ditam o clima de um banheiro. Mantive o piso original.


imagem de http://maisprojeto.wordpress.com
Antes



Modificadas no computador

Você pode ver alguns azulejos decorativos aqui.

Assine nosso feed e acompanhe as novidades!
Em breve: nova matéria sobre pintura em azulejo!

Comente, critique! Converse!


Cimento queimado

Olá! Como eu falei antes, hoje vou postar sobre o piso de cimento queimado. Comum em casas do interior, ele agora é tendência nas cidades também. Ele pode ser usado com diversos acabamentos e combinados com vários estilos diferentes. Além de ser uma opção mais barata, também pode ficar muito bonito, se for bem feito.

Cimento queimado

O cimento queimado vem s
endo muito citado ultimamente em revistas de arquitetura e decoração. Ele costuma agradar por ser de fácil limpeza, despojado, e mais barato que outras alternativas. O Kit pronto comum custa a partir de R$ 12,00 m2 na Ladrilar.

Clique aqui para aprender a fazer. Mas cuidado com alguns problemas que podem surgir:


Trincas: Causadas por pouca água na preparação, evaporação excessiva na cura (deve ser umedecida nos três primeiros dias
Manchas: Prevenção: na preparação da massa, use areia fina, lavada e clara mesmo para massas coloridas, logo após a cura e antes do uso do pi
so, duas demãos de verniz à base d’água.
Porosidade: Prevenção: assim que o pedreiro terminar de aplicar a massa do cimento queimado, ele deverá alisar a superfície com a desempenadeira de aço vá
rias vezes.

Pode ser usado na casa toda, com exceção das áreas molhadas. Pode ser usado junto com ladrilho ou madeira, criando detalhes interessantes. Pode ser limpo com desinfetantes, sabão em pó, pano úmido. Pode ser encerado.
Evite cloro, pode corroer o piso.






Como comprar e armazenar
• A ABCP concede selos aos cimentos conformes com as normas de qualidade da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). "Testamos os produtos antes que recebam o selo na embalagem", conta Arnaldo Battagin, geólogo da ABCP. Há 107 produtos aprovados.
• A durabilidade do cimento é de três meses; assim, evite comprá-lo muito antes do uso.
• O cimento pode empedrar com a umidade. "A embalagem não é impermeável. Guarde-a em local fechado, seco e coberto", afirma Arnaldo. Para conservar, coloque-a num saco plástico bem fechado e empilhe no máximo dez pacotes sobre tablado de madeira afastado 30 cm do piso e das paredes.
• Quando o empedramento é superficial, afofe a embalagem. "Como esse estado indica que o cimento sofreu reação com a umidade, não pode ser usado para fins estruturais", diz o geólogo.
Adaptado de Arquitetura e construção de setembro de 2006




Comente, critique! Converse!


Tipos de cimento



A criação de tipos diversos de cimento, com o uso de adições como escorias e pozolanas, uniu o útil ao agradável. Dessa maneira se aproveita subprodutos poluidores e agrega características especificas ao cimento, como regulação do calor de hidratação, permeabilidade e resistência aos ataques químicos.

O cimento é uma das primeiras coisas que se compra, um dos itens mais importantes e indispensável e nem sempre sabemos a diferença entre eles. Existem 6 tipos deles, mas os mais ultilizados em obras comuns são o CP II, o CP III e o CP IV. Todos, porém, apresentam diferentes classes (25, 32 e 40), que estão associadas à resistência à compressão.

Alguns deles:
Portland Comum (CP I): é puro, sem nenhuma modificação. Tem custo alto e menos resistência. A produção é praticamente toda dirigida à indústria para o uso em construções de concreto em geral quando não há exposição a sulfatos do solo ou de águas subterrâneas.
Portland Composto (CP II): aplicado em todas as fases da construçã
o, disponível com três diferentes adições. O CP II - Z, com material pozolânico, serve para fossas sépticas, por exemplo. O CP II - E vem com escória de alto forno, ideal para estruturas que possam ser atacadas por sulfatos. O CP II - F leva material carbonático, ótimo para pisos e tijolos de solo-cimento.
Portland de Alto-Forno (CP III): feito de escória da indústria do aço, é menos poroso e mais durável. Pode ficar exposto a esgoto e chuva ácida. Usado nas fundações.
Portland Pozolânico (CP IV): acrescido de pozolanas, é pouco poroso. Resistente à água do mar e aos e
sgotos. A cura mais lenta o torna adequado a grandes volumes de concreto.
Portland de Alta Resistência Inicial (CP V - ARI): tem resistência alta nos primeiros dias. Como endurece rápido, pode trincar se o concreto sofrer resfriamento. Usado em argamassas e piso de cimento queimado, entre outras aplicações.
Por
tland Branco (CPB): o estrutural (classes 25, 32 e 40) serve para qualquer obra; o não-estrutural, para revestimento ou matéria-prima em rejuntes. Pode ser colorido com pigmentos.
Ada
ptado de Associação Brasileira de Cimento Portland



Cimento Portland(ABNT) Tipo Clínquer + Gesso (%) Escória siderúrgica (%) Material pozolânico (%) Calcário (%)
CP I Comum 100 - - -
CP I - S Comum 95-99 1-5 1-5 1-5
CP II - E Composto 56-94 6-34 - 0-10
CP II - Z Composto 76-94 - 6-14 0-10
CP II - F Composto 90-94 - - 6-10
CP III Alto-forno 25-65 35-70 - 0-5
CP IV Pozolânico 45-85 - 15-50 0-5
CP V - ARI Alta resistência inicial 95-100 - - 0-5



Fonte do gráfico: Wikipedia

10 Dicas para economizar desde o projeto

1.Não pense em economizar com estruturas. Chame um engenheiro que faça o cáculo correto para o seu projeto, sem gastar mais do que o necessário. Isso evita problemas estruturais graves.
2.Procure construir a ala íntima e social, onde se costuma passar a maior parte do tempo nas fachadas sul e/ou leste do lote. Isso garante uma temperatura mais agradável.
3.Uma casa pequena gasta menos material, e uma casa com um perímetro menor também.
4.Cuide que seu projeto favoreça a ventilação cruzada; isso diminui o gasto com ar-condicionado.
5.Usar o mesmo piso em toda a casa, se possível. O cimento queimado é uma boa opção, mas falaremos dele mais adiante.
6.Ajustar o projeto ao terreno.
7.Usar aquecimento de água e energia solar.
8. Um telhado mais simples dispensa menos gastos com material e mão-de-obra.
9.Janelas e portas de tamanho padrão saem bem mais em conta.
10.Pesquise! Peça descontos! E sempre que puder pague à vista!

E comecei.

Sempre gostei de casas. Do que elas significam para as pessoas. Do que sempre significaram pra mim. Daí veio a idéia do blog.

Vou postar aqui sempre o que encontrar de mais interessante pra quem pensa em construir, reformar, decorar ou organizar a sua casa. Sempre buscando a alternativa mais econômica.

Sinta-se sempre à vontade pra comentar!

Até logo!


 



Related Posts with Thumbnails